17 de setembro de 2021
 

A semana ficou marcada pelo discurso do Estado da União no plenário de Estrasburgo. Um discurso onde faltaram referências à Europa Social e à importância do combate à pobreza, especialmente numa altura em que todos os países se debatem com os efeitos catastróficos da pandemia. Ouvimos algumas referências interessantes em matéria de Política de Defesa Europeia e agradou-me particularmente o compromisso assumido com o processo de adesão e o anúncio de uma visita aos Balcãs Ocidentais. Tenho infelizmente de discordar da visão apresentada relativamente ao Novo Pacto para a Migração e Asilo, pois na minha opinião o mesmo precisa de ser bastante melhorado.

Isabel Santos

Twitter Facebook

Ursula von der Leyen, no discurso sobre o Estado da União, deixou patente o empenho na solidariedade, acentuando o divórcio com o discurso da austeridade que marcou o passado recente. Merece destaque o anúncio da entrega de mais 200 milhões de doses de vacinas aos países com menores recursos, a juntar aos 700 milhões de doses já doadas. Mas desapontou a escassa referência à Europa Social, num ano marcado pela Cimeira Social do Porto e pelo Plano de Ação para o Pilar Europeu dos Direitos Sociais aí adotado pelo conjunto dos líderes e instituições da UE.

Manuel Pizarro

Twitter Facebook

O S&D sempre defendeu que a violência de género deveria ter a mesma relevância atribuída a outros crimes transfronteiriços como a lavagem de dinheiro ou o crime organizado. A votação desta semana para identificar a violência de género como uma nova área de crime listada no Artigo 83 do Tratado da UE, é por isso um passo crucial no cumprimento do dever coletivo de luta pela vida e dignidade de todas as mulheres. O S&D insta ainda a Comissão Europeia a avançar com a proposta de uma diretiva que estabeleça critérios mínimos e definições comuns a todos os Estados membros no tratamento deste crime hediondo.

Isabel Estrada Carvalhais

Twitter Facebook

Sempre

Ainda criança, comecei a ouvir a “palavra de ordem" mais utilizada quando, hoje, comemoramos a revolução dos cravos: "25 de abril, sempre”. Foi Jorge Sampaio o autor deste “slogan” que, acho, vai perdurar para sempre. O Presidente Sampaio foi um democrata. Foi Presidente da República, Presidente da CM de Lisboa, Secretário Geral do PS, mas foi essencialmente um homem com um percurso exemplar, que começou jovem, quando se bateu contra a ditadura. Mas o Presidente Sampaio foi mais: foi das lutas académicas de 62, foi da independência de Timor-Leste, foi Alto Representante para a Aliança das Civilizações, lutou contra a tuberculose, defendeu e ajudou refugiados sírios e afegãos, foi advogado de presos políticos.

Todas causas absolutamente nobres. Jorge Sampaio, faleceu. Mas estará sempre na nossa memória. SEMPRE.

Pedro Marques

Twitter Facebook

"You no longer need armies and missiles to cause mass damage. You can paralyse industrial plants, city administrations and hospitals – all you need is your laptop. You can disrupt entire elections with a smartphone and an internet connection."

A relevância dada à cibersegurança, foi um dos destaques do discurso do Estado da União da Presidente Ursula Von der Leyen.

Maria Manuel Leitão Marques

Twitter Facebook

Esta semana, no Parlamento Europeu, em Estrasburgo, durante a intervenção no debate sobre o Estado da União, a líder do Grupo Socialista, a espanhola Iratxe García Pérez, recordou Jorge Sampaio como grande europeu e combatente de causas e de valores, concluindo com uma citação do ex-Presidente português e ex-Secretário-Geral do PS: “Não sei como será o Mundo daqui a alguns anos, mas espero olhar para trás e poder ver que conseguimos preservar os valores da democracia, dos direitos fundamentais, da liberdade e da tolerância”. Uma bonita e significativa homenagem.

Pedro Silva Pereira

Twitter Facebook

É fácil clicar num simples botão e termos um transporte à nossa porta ou a refeição que encomendámos. Por trás de tudo isto, está muita gente que trabalha para plataformas digitais e que precisa de proteção. Este vídeo do Grupo dos Socialistas e Democratas mostra-nos uma dura realidade que, em nome da dignidade laboral, tem de mudar. Estes trabalhadores têm de ser considerados trabalhadores de pleno direito com acesso, por exemplo a pensões, baixas médicas ou subsídio de desemprego.

Margarida Marques

Twitter Facebook

Jorge Sampaio: Uma Biografia, José Pedro Castanheira, Porto Editora

Jorge Sampaio é um exemplo de perseverança, um português que nos orgulha e que marca a nossa história. Não só pelo seu percurso incrível, como Presidente da República, Secretário-Geral do Partido Socialista, e pela sua conduta no 25 de abril, mas também pela liderança que assumiu na causa pública, em particular quando em 2006 foi Enviado Especial da ONU na luta contra a tuberculose. A recomendação de leitura desta semana é a sua biografia (dividida em dois volumes).

Sara Cerdas

Twitter Facebook

Se não conseguir visualizar correctamente este email clique aqui

Para mais informações consulte a página dos Socialistas Portugueses no Parlamento Europeu: http://www.pseuropa.pt/web/
Para remover o seu email desta mailling list por favor clique aqui