12 de fevereiro de 2021
 

Esta semana destaco a aprovação em plenário do relatório sobre o Plano de Ação para a Economia Circular. O Parlamento Europeu afirma assim o seu compromisso com a Economia Circular, através de recomendações de políticas como a relativa à necessidade de implementar medidas obrigatórias para 2030 sobre o uso de materiais e à pegada ecológica do consumo, com vista a aumentar o ciclo de vida dos produtos. As recomendações estão em linha com o objetivo da União Europeia em alcançar uma economia neutra em carbono, sustentável e circular até 2050.

Isabel Estrada Carvalhais

Twitter Facebook

Com uns expressivos 582 votos a favor (40 contra), o Parlamento Europeu aprovou o Mecanismo de Recuperação e Resiliência. A proposta inovadora, forte e solidária da Comissão Europeia, a chamada “bazuca”, pode finalmente começar a ser concretizada. Os Estados-membros terão um forte apoio da União Europeia para combater os efeitos da pandemia, mas investindo, ao mesmo tempo, numa Europa mais verde, mais digital e mais resiliente. Para responder aos problemas do presente e construir o futuro.

Pedro Marques

Twitter Facebook

Na sessão plenária, o S&D defendeu a importância de a União Europeia ter uma estratégia de vacinação que inclua também os países com menos recursos e sistemas de saúde mais vulneráveis. Para além de ser uma medida inteligente - só estaremos seguros quando todos estivermos seguros -, é também uma obrigação de justiça e solidariedade. Velocidade e equidade na vacinação, é um dos desejos para 2021.

Maria Manuel Leitão Marques

Twitter Facebook

Uma campanha de vacinação solidária

De repente, uma mistura explosiva de erros pontuais, muita ansiedade e um certo aproveitamento político gerou uma onda de críticas contra a estratégia europeia de vacinação da Comissão Europeia. Sem ignorar erros (já reconhecidos) e sem deixar de procurar aperfeiçoamentos, é preciso sublinhar, sem reservas, o enorme mérito da campanha europeia de vacinação que, em meia dúzia de semanas, já permitiu vacinar 17 milhões de pessoas.

A compra conjunta de vacinas é uma operação gigantesca e sem precedentes, que mostra bem a vantagem de pertencer a uma União Europeia capaz de agir de forma coordenada e solidária. A não ser assim, os países mais pequenos e com menor capacidade financeira estariam agora a debater-se com problemas muito mais graves de fornecimento de vacinas e a invejar o ritmo dos mais poderosos parceiros europeus. E com tantos interesses envolvidos, erro maior seria não apoiar a Comissão Europeia nos seus esforços para garantir o cumprimento dos contratos pelas empresas farmacêuticas.

Pedro Silva Pereira

Twitter Facebook

"We think the euro is irreversible... within our mandate, the ECB is ready to do whatever it takes to preserve the euro. And believe me, it will be enough." Mario Draghi, Ex-presidente do Banco Central Europeu, 2012

Todos nos lembramos desta frase de Draghi que foi mais eficaz do que qualquer decisão política das instituições europeias. Não gosto dos governos de tecnocratas e acho que Itália, que tem uma tradição de governos com uma duração de vida curtíssima, usa e abusa desta modalidade. Mas cabe agora a Draghi, quando a Itália se prepara para receber um das maiores ajudas da União Europeia para a recuperação económica e social, liderar esse processo num país cuja situação económica é muito preocupante para a economia europeia.

Margarida Marques

Twitter Facebook

Já está em vigor a nova lei que proíbe o aborto na Polónia. Continuaremos a condenar este retrocesso e o ataque aos direitos fundamentais, ao Estado de direito e aos valores basilares da União Europeia. O nosso apoio e solidariedade está com todos os manifestantes que denunciam estas restrições e condenamos igualmente o uso desproporcionado de força contra as demonstrações pacíficas que têm ocorrido neste país.

Sara Cerdas

Twitter Facebook

O Secretário-Geral da ONU, António Guterres, recebeu o prémio Zayed de fraternidade humana. O prémio é promovido pelo Sheikh Mohammed Bin Zayed, com o apoio do Papa Francisco e do grande imã de Al-Azhar, Ahmad Al-Tayyeb. Guterres, que partilhou o prémio com a ativista franco marroquina Latifa ibn Ziaten, ofereceu os 250 000 dólares que lhe couberam à Agencia da ONU para os refugiados. Na intervenção que fez na ocasião valorizou o diálogo inter-religioso, considerando que "não deve haver lugar para o ódio no mundo que estamos a construir.

Carlos Zorrinho

Twitter Facebook

Aristides de Sousa Mendes - memórias de um neto, António Moncada S. Mendes, Desassossego

A crise que atravessamos tem trazido até nós relatos que nos mostram como o melhor e o pior da humanidade caminha de mãos dadas. Sugiro, por isso, a leitura de um retrato familiar da vida de uma das mais inspiradoras figuras portuguesas do sec. XX. Aristides de Sousa Mendes, o diplomata que, em plena II Guerra Mundial, ousou desafiar Salazar, salvou trinta mil vidas e acabou perseguido até à morte. Espero que o seu exemplo vos ilumine.

Isabel Santos

Twitter Facebook

Se no conseguir visualizar correctamente este email clique aqui

Para mais informaes consulte a pgina dos Socialistas Portugueses no Parlamento Europeu: http://www.pseuropa.pt/web/
Para remover o seu email desta mailling list por favor clique aqui