10 de julho de 2020
 

Destaco o debate sobre a estratégia de saúde pública da União Europeia e o programa EU4Health. Estamos empenhados em assegurar que os sistemas de saúde em toda a UE sejam mais resilientes e preparados para enfrentar futuras ameaças, assim como em melhorar a coordenação a nível europeu. Esta sexta, votamos uma resolução que dará novos e reforçados instrumentos para lidar com futuras ameaças em saúde pública.

Sara Cerdas

Twitter Facebook

A Comissão Europeia apresentou esta semana a comunicação "A hydrogen strategy for a climate-neutral Europe”, na qual assume que o hidrogénio renovável verde é a opção mais compatível com a neutralidade climática da Europa a longo prazo e propõe uma trajetória gradual para a sua adoção até 2050. Portugal é um dos países líderes em termos de projetos de produção de hidrogénio verde e de metas para a sua incorporação no roteiro para a neutralidade carbónica (RNC2050).

Carlos Zorrinho

Twitter Facebook

Os objectivos de desenvolvimento sustentável não podem ser deixados para trás, nem postos em segundo plano devido à pandemia do Covid-19. Estes devem, aliás, ser os blocos de partida para uma recuperação da crise. Só com medidas de recuperação e crescimento sustentáveis e que respeitem estes objectivos, podemos almejar melhorar as condições de vida de todas as pessoas, de uma forma inclusiva e resiliente. Esse deve ser o nosso objectivo, tal como defendeu esta semana o grupo S&D.

Isabel Santos

Twitter Facebook

Por uma União Europeia da Saúde

Na sessão plenária desta semana, o Parlamento Europeu votou uma resolução defendendo uma muito maior intervenção da União Europeia (UE) no domínio da saúde. A pandemia veio tornar evidente que é imperioso caminhar nessa direção. A saúde é essencial para a felicidade de cada um de nós, mas é também indispensável para a economia e para o progresso. Muitas das respostas que são necessárias só são possíveis, ou serão muito mais eficazes, se forem tratadas à escala europeia.

Isso deve ser feito respeitando a responsabilidade de cada Estado-membro pelo seu sistema de saúde, mas ajudando a que todo o setor se desenvolva harmoniosamente. A criação de um sistema de recolha de dados e de informação comum e comparável, a recuperação da indústria de saúde na Europa, a garantia do fornecimento de medicamentos e de vacinas são apenas alguns dos domínios em que devemos investir, sobretudo sabendo que este é o mais reprodutivo dos investimentos.

Manuel Pizarro

Twitter Facebook

"O princípio do superior interesse da criança deve ser a principal prioridade do seu acolhimento e integração na sociedade portuguesa."

UNICEF Portugal

Esta semana, a UNICEF Portugal anunciou o apoio ao acolhimento de 25 crianças e jovens provenientes de campos de refugiados na Grécia. 25 crianças e jovens que desde cedo têm vivido expostos ao medo, à violência, à alienação. É imperativo que nesta fase decisiva do seu crescimento intelectual e emocional tenham a oportunidade de construir relações sociais assentes na confiança e na esperança. A sua inclusão plena na sociedade portuguesa traduz assim um compromisso com “a defesa do superior interesse da criança”, mas também com o próprio sentido de Humanidade.

Isabel Estrada Carvalhais

Twitter Facebook

A confirmação de que o Presidente Bolsonaro está infetado com COVID-19 não veio surpreender ninguém. Com o seu comportamento ao longo dos últimos meses, isso era só uma questão de tempo. Mas o mais grave não é a sua infeção, mas o seu contributo negativo para a evolução da doença no Brasil, com o custo de muitos milhares de vidas. Quando à obstinação em não reconhecer as evidências científicas se junta a irresponsabilidade, só se pode esperar o pior.

Pedro Marques

Twitter Facebook

Em 20 minutos, John Oliver explica, com humor, problemas do reconhecimento facial. Quem o usa para desbloquear o telemóvel sabe que é útil. Mas uma coisa é o reconhecimento para mera autenticação e outra é o reconhecimento para controlo de movimentos ou até emoções. Regulação que distinga as situações e estabeleça regras transparentes e equilibradas entre o que é a proteção de cada um e o benefício de todos é, por isso, fundamental.

Maria Manuel Leitão Marques

Twitter Facebook

Amália, Ditadura e Revolução, Miguel Carvalho, Dom Quixote 

Em pleno centenário do nascimento de Amália Rodrigues, vale a pena ler este interessante trabalho de investigação, que contou com o apoio da Fundação Gulbenkian. Recolhe documentos e testemunhos, alguns dos quais inéditos, para revelar a complexidade de Amália: aquela que muitos precipitadamente apontaram como a cantora do regime, afinal não só deu voz a vários poetas adversários do Estado Novo, como chegou a ser vigiada pela PIDE e considerada suspeita de pertencer a uma organização comunista.

Pedro Silva Pereira

Twitter Facebook

Se no conseguir visualizar correctamente este email clique aqui

Para mais informaes consulte a pgina dos Socialistas Portugueses no Parlamento Europeu: http://www.pseuropa.pt/web/
Para remover o seu email desta mailling list por favor clique aqui