Um passo importante para o futuro da agricultura

Um passo importante para o futuro da agricultura

20.03.2024

A garantia de sementes de qualidade e a conservação de recursos genéticos vegetais são dois aliados fundamentais para o futuro da agricultura defende Isabel Carvalhais. “É crucial garantir um sistema que assegure uma elevada qualidade das sementes e de outro material de propagação vendido aos agricultores, sem esquecer a proteção das atividades de conservação da diversidade genética vegetal”, afirma a deputada.

Objetivos que se “complementam e que são essenciais para o futuro da agricultura, no pleno respeito pelas diversas realidades da agricultura europeia e da necessidade de adaptação às alterações climáticas”, acrescenta Isabel Carvalhais.

A Comissão de Agricultura e Desenvolvimento Rural do Parlamento Europeu aprovou dois relatórios referentes a propostas legislativas sobre a produção e comercialização de material de reprodução vegetal (sementes e outro material de propagação) e material de reprodução florestal na União Europeia. Isabel Carvalhais foi a relatora pelo Grupo dos Socialistas e Democratas. 

Uma das alterações introduzidas pela deputada diz respeito à exclusão dos Bancos de Germoplasma do âmbito das regras do regulamento.

“Seria um absurdo sujeitar estas entidades a um conjunto de regras desfasadas daquela que é a sua atividade. Quem conhece o trabalho do Banco Português de Germoplasma Vegetal, sedeado em Braga, na conservação da diversidade genética e na valorização dos recursos endógenos sabe que tal constituiria um entrave à sua atividade, sem qualquer beneficio”, explica a deputada.

Outra alteração de grande relevância para a deputada é a eliminação das alterações ao regulamento referente ao modo de produção biológico no que diz respeito ao material de propagação heterogéneo, uma vez que considera que a “estabilidade e previsibilidade são valores essenciais para qualquer agricultor e operador, e alterar regras que entraram em vigor apenas em 2022 traria incerteza e custos adicionais para o setor.”