05 de fevereiro de 2021
 

A semana parlamentar foi marcada pelas apresentações das prioridades da Presidência portuguesa da União Europeia. A par disso, os debates sobre o relatório de iniciativa "Futuros pescadores" continuaram, tendo esta semana feito a apresentação da minha proposta de relatório na Comissão das Pescas para o qual deputados de diferentes grupos contribuíram com algumas ideias interessantes que agora serão apresentadas por escrito para que se prepare a versão final deste relatório para o qual sou responsável.

Manuel Pizarro
 

Twitter Facebook

No âmbito da Comissão Europeia, destaco o empenho da presidente em manter viva a confiança dos europeus na estratégia global de vacinação contra a Covid-19. Isso mesmo foi transmitido ao S&D esta semana por von der Leyen. Lembrando as dificuldades inerentes à complexa cadeia de produção de vacinas, salvaguardou porém que o compromisso da Comissão Europeia, com os princípios da transparência e da solidariedade na concretização da estratégia, se mantém intacto e assim continuará.

Isabel Estrada Carvalhais
 

Twitter Facebook

Esta semana, no Parlamento Europeu, os socialistas assinalaram a importância de a União Europeia se manter unida na luta contra a pandemia e na vacinação da população. Atingir o objetivo de vacinar 70% da população europeia até ao verão requer um grande esforço em todos os Estados-membros, mas tal só é possível se as empresas farmacêuticas cumprirem os contratos que assinaram com a UE e não fizerem divergir vacinas para quem paga mais, na UE ou fora dela.

Pedro Marques

Twitter Facebook

As vacinas da União

Uma vacina demora em média 8 a 10 anos a ser investigada e produzida. Estas demoraram meses. Contribuiu para isso todo o investimento em ciência da União Europeia e dos Estados Membros. Quando em setembro discutimos no Parlamento o ponto de situação sobre a vacina e a opinião pública se preocupava em saber quanto tempo faltaria, reparei que a preocupação das empresas era já com a capacidade de resposta à procura.


Por um lado, fiquei satisfeita, saí com a certeza que já havia vacina. Por outro fiquei a pensar na corrida que iríamos enfrentar. Aqui estamos nós no meio dela. Convém, contudo, não esquecer o essencial: a bagunça que seria se cada Estado tivesse ido ao mercado por si só. Se os grandes países da União, como a Alemanha ou a França, com unidades de produção no seu território, se poderiam safar até melhor, o que seria dos restantes como Portugal? Um momento relevante para a história da União Europeia.

Maria Manuel Leitão Marques

Twitter Facebook

"Aquilo que os Governos têm de explicar - e as pessoas compreendem - é que o esforço que tem sido feito pela Comissão Europeia é extraordinário. Graças a esse esforço temos milhões de cidadãos europeus que já receberam pelo menos a primeira dose da vacina."

António Costa, Primeiro-ministro

Na verdade, a gigantesca operação europeia de vacinação contra a COVID-19 é uma resposta eficaz à pandemia e é das mais eloquentes evidências da vantagem que temos em pertencer à União Europeia.

Pedro Silva Pereira

Twitter Facebook

Quatro deputados italianos do S&D estiveram no último fim de semana na fronteira entre a Croácia e a Bósnia para analisar a situação dos migrantes depois de relatos de que estes  têm sido vítimas de violência. Barrados pela polícia bósnia, os deputados não cederam. E as imagens do que viram valem mais do que muitas descrições. A Europa não pode pactuar com situações de violação de direitos humanos. Tem de agir para encontrar uma solução que funcione para a política de asilo e migrações. Mas esta, como já defendi várias vezes, passará por alterações à Convenção de Dublin.

Margarida Marques

Twitter Facebook

No âmbito da apresentação do Plano Europeu de Combate ao Cancro pela Comissão Europeia (3 de fevereiro) e a celebração do Dia Mundial de Combate ao Cancro (4 fevereiro), o “Sea of Change Choir”, grupo de sobreviventes e apoiantes do combate ao cancro, deixa-nos um vídeo com uma mensagem musical, da sua autoria, de esperança e resiliência. O Parlamento Europeu irá agora analisar e discutir este plano, com vista a melhorar o seu conteúdo e a sua implementação.

Sara Cerdas

Twitter Facebook

O Crepúsculo da Democracia, Anne Applebaum, Bertrand

Quando também em Portugal a extrema direita antidemocrática começa a atrair um numero significativo de eleitores, este livro ajuda a compreender a raiz do problema e a desenhar os antídotos adequados. Para a autora, os sistemas políticos baseados em crenças radicalmente simples são mais cativantes, em especial quando recompensam e beneficiam os verdadeiros crentes. A democracia tem que ser mais capaz de envolver os cidadãos e responder às suas necessidades, sob pena de continuar a sangrar muitos deles para o  campo de quem a quer destruir.

Carlos Zorrinho

Twitter Facebook

Se não conseguir visualizar correctamente este email clique aqui

Para mais informações consulte a página dos Socialistas Portugueses no Parlamento Europeu: http://www.pseuropa.pt/web/
Para remover o seu email desta mailling list por favor clique aqui