Proteger a democracia e o estado de direito

Proteger a democracia e o estado de direito

09.07.2020

Margarida Marques sugere um novo mecanismo “poderoso” que permita “agir sempre que se assista à violação do estado de direito”. Ao intervir na sessão plenária de Bruxelas, a deputada argumenta que qualquer país que pretenda aderiu à União Europeia tem de respeitar o estado de direito.

Não pode abandonar essa exigência quando se torna Estado-membro. É esta a União Europeia que queremos. Precisamos de assegurar que a contribuição financeira dos cidadãos para o projeto europeu é mesmo aplicada no projeto europeu”, afirma Margarida Marques.

Assim, justifica a deputada, poderá garantir-se que “o dinheiro dos contribuintes europeus é bem usado em defesa das políticas e dos valores europeus”.