700 mil pessoas vivem nas ruas

700 mil pessoas vivem nas ruas

13.01.2020

Manuel Pizarro considerou, na sessão plenária de Estrasburgo, que “é chegada a hora de um Plano de Ação Europeu com metas ambiciosas para reduzir drasticamente o número de pessoas em situação de sem-abrigo bem como o risco de se cair nessa lamentável condição.”

De acordo com as estatísticas oficiais da União Europeia, há 700 mil pessoas a viver e a dormir nas ruas ou em abrigos sociais o que equivale a um aumento de 70% nos últimos dez anos. “É um drama que se acentuou em todos os Estados-Membros, com exceção da Finlândia”, descreveu o deputado.

A União Europeia e os Estados Membros “não devem e não podem aceitar a ideia de uma Europa onde é comum esta visão dolorosa de pessoas a viverem nas ruas. É hora de assumir frontalmente o combate para que esta situação mude”, afirmou Manuel Pizarro.

O parlamentar sugeriu uma “abordagem integrada” que cubra a questão da saúde, a dimensão social e a vertente psicológica. “É essencial” que o Housing First, programa europeu, “se articule com a garantia jovem, a garantia infantil, a estratégia para a deficiência e com um plano de ação de combate à pobreza.”