PSPE
PSPE
27 Nov
Combate global pela defesa da democracia europeia

Combate global pela defesa da democracia europeia

É preciso travar um combate global pela defesa da democracia europeia, com a mesma eficácia de quem nos tenta condicionar, mas sem usar os instrumentos antidemocráticos que usa quem nos ataca”, afirmou Carlos Zorrinho ao intervir no debate plenário de Estrasburgo relativo à influência estrangeira nas eleições e democracia da Europa.

 

O deputado sustentou que “as armas” para travar esse combate são “a literacia digital generalizada e o acesso universal à internet que constituem uma base fundamental; a aplicação urgente dos valores partilhados como embrião de uma identidade digital europeia; o aprofundamento de um código ético interno e incluído nas nossas parcerias internacionais faz mais sentido do que nunca”.

 

Asseverando que “a democracia faz parte da matriz genética dos valores da União Europeia”, Carlos Zorrinho recordou que “por ela temos lutado arduamente” e exortou a que possa “ser ainda melhorada” de modo a “continuamos a ser uma referência global de humanismo, estado de direito, liberdade de expressão e escolha política”.

 

“Contudo, estamos hoje colocados perante novos desafios, difusos, disseminados pela torrente cada vez mais forte de informação, verdadeira ou manipulada, indutora de emoções e de contextos de opção que Influenciam os resultados e as escolhas dos eleitores, a partir de territórios virtuais não delimitados pelas fronteiras físicas”, constatou o deputado.  

 

Carlos Zorrinho defendeu que a união “em torno da defesa da democracia europeia e fazer de cada cidadão um soldado neste combate, antes que outros os continuem a recrutar para nos enfraquecerem”.

 
 
 

Inscreva-se e receba notícias dos Socialistas Portugueses no Parlamento Europeu