PSPE
PSPE
03 Out
O que é que estamos dispostos a fazer para protegermos as nossas crianças?

O que é que estamos dispostos a fazer para protegermos as nossas crianças?

A pergunta foi formulada pela deputada Liliana Rodrigues durante o debate no Parlamento Europeu sobre a erradicação dos casamentos infantis. “O casamento infantil destrói a vida de milhões de meninas e raparigas. Uma em cada três menores. Nega-lhes o direito a tomar decisões sobre o seu bem-estar e a sua saúde sexual na altura devida”, sublinhou a parlamentar.

 

Milhares de meninas “ficam expostas à violência, aos abusos, às doenças e à morte precoce. Não há uma solução isolada. Há a necessidade de um esforço coletivo”, apelou Liliana Rodrigues.

 

Acabar com o casamento infantil exige um “trabalho a todos os níveis”, tendo a União Europeia “uma responsabilidade acrescida no que diz respeito à sua política externa. Implica, da nossa parte, uma ação que resolva e mate este problema na sua origem”.

 

A deputada sugeriu mesmo que “os países que não cumprirem não podem receber financiamento europeu” e propôs um maior investimento em educação, intervenção comunitária e leis robustas porque “alguma coisa está muita errada neste mundo”.

 
 
 

Inscreva-se e receba notícias dos Socialistas Portugueses no Parlamento Europeu